No Egito, ”os cristãos estão vivendo o momento mais difícil dos últimos séculos”

“Os cristãos no Egito estão vivendo o momento mais difícil dos últimos séculos”. Dom Stephanos, bispo copta-ortodoxo da diocese de Beba denuncia a violência sofrida pelos fiéis no país do norte da África, onde “os cristãos são assassinados sob o olhar da imprensa internacional, a polícia não intervém e ninguém é punido”.

A reportagem está publicada no sítio Vatican Insider, 31-10-2011. A tradução é do Cepat.

Ao visitar a Sede internacional da Obra “Ajuda à Igreja que Sofre”, o religioso falou sobre o aumento das igrejas incendiadas e destruídas, episódios que não aconteciam há muitos anos. Para evitar intromissão por parte dos meios de comunicação estrangeiros, os órgãos de informação locais tratam de esconder os acontecimentos, divulgando apenas suas versões dos fatos.

“Felizmente – indicou dom Stephanos à Ajuda à Igreja que Sofre –, alguns vídeos feitos durante as manifestações de 9 de outubro, e transmitidos por algumas emissoras da Igreja copta, conseguiram ter um certo eco internacional e, pela primeira vez, os episódios violentos foram bem documentados”.

Dom Stephanos também chamou a atenção para o fato de os meios locais serem um instrumento de discriminação cotidiana. Os egípcios, muitas vezes, se negam a manter qualquer tipo de relação comercial com os cristãos que, em muitos casos, se veem obrigados a fechar ou a ceder suas atividades. Os fiéis, além disso, se veem excluídos “indiretamente” quando se trata de oportunidades de trabalho. “As tentativas para excluir os cristãos são infinitas. Por exemplo – explicou o bispo –, os anúncios de trabalho exigem expressamente mulheres que usem o véu”.

O bispo egípcio recordou que o martírio pertence ao DNA dos coptas, acostumados a serem perseguidos desde o começo do cristianismo, embora os cristãos “mantenham desde sempre vínculos estreitos com a Igreja, que consideram como uma mãe. Estão sempre prontos a apoiar a sua Igreja e seu país sem duvidar um segundo”.

Em vista das eleições de 06 de novembro próximas, o religioso expressou grande ceticismo: “O futuro não parece cor de rosa, embora os coptas – considerando sua força numérica – possam jogar um papel decisivo”. Em uma população de 72 milhões de habitantes, 12 milhões são cristãos e a maior parte deles são coptas ortodoxos.

Fonte: IHU

Anúncios

Um comentário em “No Egito, ”os cristãos estão vivendo o momento mais difícil dos últimos séculos”

  1. Natalia Ferreira Batista Nogueira disse:

    Nos aqui no Brasil estamos intercedendo por voces para que o Espirito Santos possa fortalecer
    cada um, e que a semente lançada ira prospera, que Senhor Jesus dono de tudo possa os guiar e fortalecer essa e nossa oração por vcs fique firme pois vc terão a recompensa prometida na palavra,aquele que persevera ate o fim dar-lhei a coroa da vida.Com muito amor sua irmã em Cristo Natalia Ferreira .

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s